Paralisia canina: quais são as suas causas

Apesar de ser uma doença que afeta a mobilidade, a Paralisia Canina não deve ser encarada como o fim da vida do cachorro.

A Paralisia Canina é uma doença provocada por alguma lesão ou alteração nos nervos da medula espinhal e que compromete a mobilidade do cão. É certamente é um problema de saúde que assusta muito os donos de cachorros e pode comprometer bastante a qualidade de vida do animal. Felizmente existem diversas maneiras de tentar amenizar as consequências dessa patologia.

É necessário saber que existem três tipos de Paralisia Canina:

  • Tetraplegia: nesse caso o animal não consegue mexer as quatro patas;
  • Paraplegia: é o tipo em que apenas as patas traseiras são afetadas;
  • Paresia: é a paralisia parcial em que o animal consegue se mover, mas com certa dificuldade.

Causas da Paralisia Canina

São muitas as causas dessa doença, veja a seguir as mais comuns:

  • Mielopatia isquêmica: é uma doença crônica e degenerativa que ataca a medula espinhal do cachorro, especialmente o mais idoso. As patas traseiras são as mais afetadas;
  • Embolia: é quando ocorre o bloqueio do sangue para a coluna. Esse tipo de paralisia é temporária e não causa dor ao animal;
  • Lesões na coluna vertebral: são provocadas por algum trauma como atropelamentos, por exemplo;
  • Infecções bacterianas e virais: a Meningite, a Cinomose e a Raiva são exemplos de infecções que podem causar paralisia canina;
  • Tumores malignos: caso surja um tumor na coluna vertebral do cão possivelmente ele sofrerá algum tipo de paralisia;
  • Além dessas causas, a má formação da coluna vertebral também pode ocasionar algum tipo de paralisia.

Sintomas da Paralisia Canina

O principal sintoma dessa patologia e o mais fácil de identificar é a dificuldade de mobilidade do animal. O cão pode começar a arrastar as patas traseiras ou ter dificuldade momentânea de se locomover.

Outros sinais da doença são dores pelo corpo, especialmente na coluna, pescoço e pernas. O animal pode apresentar ainda problemas urinários e intestinais, como prisão de ventre ou dificuldade de defecar.

Diagnóstico e tratamento da Paralisia Canina

Se o cachorro apresentar um comportamento anormal ou qualquer outro sintoma citado acima, ele deve ser levado para uma consulta com o médico veterinário o quanto antes.

Para um diagnóstico correto, é preciso avaliar o histórico de vida do cão e a causa da doença. O veterinário pedirá exame de sangue completo, Raio-X e exames de urina e, por fim, indicará o tratamento adequado, que dependerá de alguns fatores, como a causa e a gravidade da doença. As principais indicações podem incluir o uso de medicamentos como anti-inflamatórios, cirurgias e fisioterapias.

Caso o animal apresente problemas para defecar ou urinar, o veterinário também orientará medidas que o auxiliem a fazer as suas necessidades fisiológicas.

A evolução do tratamento depende de cada animal e, também, da disposição do seu dono na hora de seguir todas as recomendações médicas.

Em alguns casos, usar uma cadeira de rodas específica é fundamental para dar mais liberdade e autonomia ao cão. Cuidados com a pele, higiene e uso de camas ortopédicas também garantem uma melhor qualidade de vida ao seu pet.

Apesar de ser uma doença que afeta a mobilidade, a Paralisia Canina não deve ser encarada como o fim da vida do cachorro. Com o tratamento correto o animal pode ter uma vida praticamente igual a dos outros cães.

Para isso, é muito importante fazer visitas regulares ao veterinário, realizar exames de rotina e, caso seja detectado algum problema, fazer o tratamento o mais rápido possível.

Profissionais qualificados

A Clínica Veterinária Da Vinci dispõe de uma equipe de profissionais altamente especializados para atender seu pet 24 horas por dia, entre os profissionais estão Ortopedistas e Neurologistas que atendem com hora marcada.

Saiba mais aqui sobre outros serviços que a Clínica oferece ou ligue (41) 3016-2606, WhatsApp (41) 99663-0331 e agende uma visita.

Traga seu pet para a Veterinária Da Vinci, Clínica Veterinária 24 horas em Curitiba.

Vacinas, banho e tosa, castração. Plantão 24 horas para emergências veterinárias, com cirurgia em cães e gatos e internamento para cães e gatos com acompanhamento.

Fone: (41) 3016-2606

Rua Tapajós, 260, Curitiba/PR

Temos Leva e Traz.


Se preferir, entre em contato conosco pelo formulário abaixo: