Como cuidar dos calos nos cotovelos de cães?

Os calos são bastante comuns, mas devem ser tratados por um veterinário para que não evoluam para lesões mais graves.

Os calos nos cotovelos dos cães também são chamados de escaras de decúbito. Essas lesões costumam aparecer em regiões com pouco pelo e que tenham contato intenso com superfícies rígidas. Os calos são bastante comuns, mas devem ser tratados por um veterinário para que não evoluam para lesões mais graves.

O que causa as escaras?

Existem algumas causas específicas para o surgimento dos calos nos cotovelos dos cães. Animais grandes e pesados são mais propensos a apresentá-los porque forçam o atrito do local com a superfície de apoio.

Além disso, o espaço de acomodação do animal também contribui para a formação dos calos. Superfícies ásperas e rugosas eliminam os pelos dos cotovelos do animal e a pele engrossa para suportar o atrito.

Aqueles animais que ficam mais tempo deitados, como as fêmeas gestantes e as que amamentam, também são mais suscetíveis ao surgimento dos calos por ficarem durante muito tempo na mesma posição.

Quais são as complicações dos calos em cachorros?

O calo nada mais é do que uma proteção do corpo contra a agressão sofrida pelo contato intenso com uma superfície dura. Com o passar do tempo, a área ressecada pode ficar mais sensível e ferimentos podem surgir.

Algumas doenças mais comuns são a Piodermite (inflamação do calo), a fibrose que é a degeneração e aumento do calo, as bicheiras e o berne.

Caso isso aconteça é preciso procurar um veterinário para tratar as lesões que são muito dolorosas para os cães e os impedem de ter uma vida com qualidade.

Qual é o tratamento indicado para os calos em cachorros?

Para ter certeza de que se tratam de calos é preciso levar o seu animal ao médico veterinário. Após analisar o local, o profissional poderá prescrever alguns medicamentos para hidratar a área afetada.

São produtos veterinários cremosos a base de ureia, lanolina e outros agentes que amaciam a pele e evitam que os calos evoluam para lesões mais graves. Após a aplicação do produto, a área afetada deve ficar protegida das lambidas do animal.

Se o veterinário identificar feridas, rachaduras, sangue e outros sinais de inflamação, antibióticos e anti-inflamatórios serão prescritos para tratar o local.

Não faça aplicações de medicamentos por conta própria. Procure um veterinário de sua confiança e siga o tratamento recomendado, dessa forma, não há risco de agravar ainda mais o problema do animal.

Cuidados a serem tomados

Para prevenir e ajudar no tratamento dos calos nos cotovelos do seu cão você deve ter um cuidado maior com o piso onde ele fica. O ideal é que a superfície seja macia, de cimento queimado ou com cerâmica antiderrapante.

Já o local onde o cachorro dorme pode ser forrado com bastante jornal, colchonete, papelão e outros materiais que não causem desconforto ao corpo do animal, evitando assim o surgimento dos calos.

As consultas com um veterinário devem ser regulares para que possíveis problemas e alterações sejam identificados ainda no seu estágio inicial e o tratamento evolua com sucesso.

Seu pet é parte da família

No site da Clínica Veterinária Da Vinci você encontra diversas dicas de saúde. Clique aqui e saiba mais sobre os serviços disponibilizados pela Clínica para melhor atender seu animal de estimação.

Agende uma consulta: (41) 3016-2606 e WhatsApp (41) 99663-0331.

Traga seu pet para a Veterinária Da Vinci, Clínica Veterinária 24 horas em Curitiba.

Vacinas, banho e tosa, castração. Plantão 24 horas para emergências veterinárias, com cirurgia em cães e gatos e internamento para cães e gatos com acompanhamento.

Fone: (41) 3016-2606

Rua Tapajós, 260, Curitiba/PR

Temos Leva e Traz.


Se preferir, entre em contato conosco pelo formulário abaixo: